Thursday, June 12, 2008

Saber ficar calado...

Por vezes sinto-me a caminhar um pouco em falso.
O caminho que é a vida, nem sempre é certo e direito. Tem muitas vezes contratempos.
Uns provocados pelas circunstâncias da vida, outros porque as próprias pessoas os provocam.
Ao longo do passar dos anos, tenho percebido que todas as coisas e até mesmo as pessoas, só têm a importância que eu lhes der!
Não podemos estar sempre todos de acordo com tudo. Não podemos querer sempre todos as mesmas coisas. Mas isso só acaba por ter um reflexo positivo ou negativo, dependendo do que cada um for para cada um.
Aprendi também que há momentos para falar, e momentos para estar calado! Não é fácil fazer a avaliação dos mesmos, mas quando falamos ou calamos e vimos as consequencias , percebemos perfeitamente se a actitude tomada foi ou não a correcta.
Não sou uma pessoa frontal, é do meu feitio. Mas aceito a frontalidade dos outros. Não de todos. Só dos que são importantes para mim. Porque para esses às vezes sou frontal, e quando não sou fico calada.
Não gosto de actos "pseudo-heroicos" de querer mostrar uma imagem de "eu sei lidar muito bem com as coisas"...
É importante falar...
Mas é muito mais importante saber ficar calado! Principalmente quando não fazemos a mais pequena ideia das consequencias do que se diz!
Mas isso faz parte das limitações naturais de cada um.
Tudo o que falamos tem uma consequencia na nossa vida...na vida dos outros! podemos fazer maravilhas, mas podemos ser também muito crueis!
Estar e ficar calado em determinadas situações, não é cobardia, é mostrar até muita sebedoria.

1 comment:

Raka said...

Nao sei se foste mesmo tu que escreveste este texto, ou se tiraste de algum lado... Mas está EXCELENTE!!! E neste momento fez-me bem lê-lo... Realmente as vezes é melhor tar calado, principalmente quando se abre a boca e dizem-se "suposições"..
Acho k melhor ainda do que tar calado, é sermos sinceros e verdadeiros, principalmente para as pessoas que nos sao mais especiais... Mesmo k as vezes isso custe....
É a primeira vez que tou no teu blog, e pra começar, gostei mesmo muito deste texto.. Dá pra reflectir muito....